Greve dos bancos

Agências do Banco do Brasil e da Caixa estão fechadas no Balneário

  • Foto: Adilson de Souza

Carla Superti

Balneário Camboriú/SC - Além dos Correios, mais uma greve toma o Brasil. Desde terça-feira (27), os bancários reivindicam o aumento de 12,8% em seus salários, o que significa um aumento real de 5%, enquanto a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), ofereceu um aumento real de 0,56%. Em Balneário Camboriú, estão em greve as duas agências do Banco do Brasil da Quarta Avenida e as duas agências da Caixa Econômica Federal na cidade, na Quarta e na Brasil.

Segundo Adriano Albino, diretor da tesouraria do Sindicato dos Bancos da cidade, a greve está mantida por tempo indeterminado, pois até o momento não foi marcada nenhuma outra reunião pela Fenaban. A greve aconteceu depois que os bancários rejeitaram o reajuste oferecido pela Fenaban, na sexta-feira (23).

Albino afirma que alguns clientes acham que os bancários estão solicitando apenas reajuste salarial, mas outras propostas como melhores condições de trabalho, aumento do número de funcionários, carga de trabalho de seis horas diárias e tempo maior de atendimento das agências por dia ao público, também estão na lista de reivindicações.

A Fenaban, por meio de nota, apresentou os detalhes da proposta e manifestou a intenção de continuidade das negociações. Além disso, a Federação ressalta que muitos serviços bancários podem ser feitos pela internet, telefones, caixas eletrônicos, supermercados e lotéricas.

Deixe seu comentário
Fechar janela




0
Comentários

Esta notícia ainda não tem nenhum comentário.